Últimas Notícias


segunda-feira, 24 de fevereiro de 2020

Prazo final de liminar do STF preocupa presidente da Alego

Gilmar Mendes autorizou a suspensão do pagamento das dívidas até 6 de abril

Lissauer defende união entre os poderes antes de ingresso ao RRF (Foto: Samuel Straioto)


Samuel straioto
Do Mais Goiás | Em: 24/02/2020 às 08:02:22


O presidente da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), Lissauer Vieira (PSB) defende uma união entre representantes dos três poderes no Estado para buscar uma saída sobre a situação fiscal de Goiás. Lissauer defende que haja um novo pedido junto ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, para prorrogação de liminar que autorizou a suspensão do pagamento da dívida do Estado junto a bancos públicos federais e ao Tesouro Nacional.

A liminar vence no dia 6 de abril. Mas o governo já fez um novo pedido junto de prorrogação junto ao Supremo Tribunal Federal. O protocolo foi feito no último dia 17. No semestre passado, Goiás deixou de pagar cerca de R$ 1,2 bilhão. Quando terminar o prazo, o Estado voltará pagar a dívida com os bancos e de imediato terá que fazer a quitação dos valores que foram suspensos a partir da liminar concedida por Gilmar Mendes.

“Nós estamos com o nosso cronômetro ligado. O governo conta os dias para vencer a liminar. Acho que o trabalho agora é de fazer uma força-tarefa entre os representantes do Estado. e o Executivo está atento a isso para convencer o ministro Gilmar Mendes a prorrogar esta liminar, dar um prazo a mais para Goiás, disse o presidente da Alego.


Fonte: Mais Goiás

fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG