Últimas Notícias


terça-feira, 17 de março de 2020

Seguindo orientações de saúde, Ceasa mantém funcionamento normal em Goiânia

Segundo a central de abastecimento, a paralisação acarretaria em um prejuízo muito grande para toda a sociedade em termos de fornecimento dos alimentos

(Foto: Mayara Resende)





Leicilane Tomazini
Do Mais Goiás | Em: 17/03/2020 às 11:18:51



A Central de Abastecimento de Goiás (Ceasa) informou, na segunda-feira (16), por meio de comunicado, que está trabalhando para evitar a disseminação do coronavírus no Estado. Diante disso, emitiu uma série de recomendações preventivas para os concessionários, permissionários, produtores rurais e empresas prestadoras de serviço, tendo em vista a necessidade de manter o funcionamento do mercado.

O local, situado às margens da BR-153, no Jardim Guanabara, recebe diariamente cerca de 15 mil pessoas, fluxo que tem diminuído segundo informações fornecidas pela assessoria de imprensa do órgão. De acordo com a direção, a quantidade de pessoas que passa pelo local reduziu espontaneamente depois de serem noticiados casos de contágio pelo Covid19, em Goiás.

A Ceasa informou que está trabalhando bastante sob as orientações governamentais e que não existe nenhuma determinação, nenhum indicativo, de que irão parar as operações. Isto porque, a suspensão das atividades acarretaria em prejuízo muito grande para toda a sociedade em termos de fornecimento dos alimentos.

Orientações


A Central reiterou que está trabalhando com panfletos, cartazes, divulgação de informações na rádio interna, onde são veiculadas peças do Ministério da Saúde e da Secretaria Estadual de Saúde. Locutor também reforça alertas para que as pessoas lavem as mãos e façam  a correta higienização pessoal.

A presidência listou, ainda, uma série de orientações aos donos de boxes, para que eles possam repassar aos funcionários. A ideia é que eles forneçam materiais de higiene e, se possível, tentem reduzir o fluxo por meio de escalonamento de equipes. A respeito do fornecimento de materiais de higiene para os compradores, a Ceasa informou que abastece diariamente os banheiros com sabão e álcool em gel – às vezes, até mais de uma vez ao dia –, mas esses itens estão sendo furtados. A empresa avalia, inclusive, colocar funcionários dentro dos banheiros para fazer esse controle.


(Foto: Mayara Resende)


Movimentação


A reportagem conversou com um dos compradores, Fábio Pereira da Silva, do ramo de supermercados, o qual falou sobre a rotina atual do Ceasa. “Está tudo normal, só estamos prevenindo”. Segundo ele, os compradores estão mantendo os hábitos normais, utilizando apenas o álcool em gel com mais frequência.

Questionado sobre o fluxo no local, Fábio avaliou que, diferentemente do que foi informado pela direção, o número de compradores tem aumentado nos últimos dias, após o surgimento de novos casos de coronavírus no Estado. “Estão comprando mais para estocar. Ficamos meio com medo, mas estamos tomando as precauções necessárias” destacou.


Fonte: Mais Goiás


fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG