Últimas Notícias


quinta-feira, 16 de abril de 2020

Caiado sanciona lei que autoriza estadualização de 4 hospitais do interior

Com a medida, nove municípios goianos passam a contar com estrutura de saúde para atender aos pacientes infectados pela Covid-19. Quantidade de leitos ofertados subirá para mais de 1,5 mil.


Foto: Reprodução/Prefeitura de Jataí



16/04/2020, 15h00



Foi sancionada nesta quinta-feira (16/4), pelo governador Ronaldo Caiado (DEM), a lei que autoriza a estadualização de quatro hospitais do interior de Goiás. Com a norma, o Estado absorve as atividades ofertadas nas seguintes unidades: Hospital Municipal de Formosa; Hospital das Clínicas Drº Serafim de Carvalho, de Jataí; Hospital Municipal de Luziânia; e Hospital Municipal Geraldo Landó, de São Luís de Montes Belos.
Com essas quatro unidades estadualizadas, Goiás eleva para nove e, para mais de 1,5 mil, o número, respectivamente, de municípios preparados e de leitos para o atendimento adequado aos pacientes infectados pela covid-19.

Câmaras Municipais já haviam autorizado estadualização de hospitais

A proposta foi aprovada pela Assembleia Legislativa (Alego) em sessão remota no dia 8 de abril. Segundo a  justificativa, a estadualização dos hospitais fortalece o processo de regionalização e integração das ações e serviços de saúde em tempos de pandemia; e também a prerrogativa de otimização e organização da rede e dos fluxos assistenciais. Essas ações tem como intuito evitar um possível colapso no sistema estadual.
Antes da aprovação dos deputados estaduais e da sanção do governador, as Câmaras Municipais de Jataí, Formosa, Luziânia e São Luís de Montes Belos já haviam aprovado a estadualização das unidades de saúde.

Prefeitura de São Luís de Montes Belos pediu estadualização de hospital municipal em março

Em março deste ano, a Prefeitura de São Luís de Montes Belos, a 128 quilômetros de Goiânia, enviou um projeto de lei à Câmara Municipal, pedindo pela estadualização do Hospital Municipal Geraldo Landó. Em nota, a administração justifica que o Estado tem mais condições de manter a unidade de saúde, inclusive colocando em funcionamento leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).
Com a estadualização do hospital municipal, a prefeitura passa a atender, além dos moradores da cidade, os pacientes de municípios próximos, como:  Adelândia, Firminópolis, Turvânia, Palminópolis, São João da Paraúna, Paraúna, Aurilândia, Cachoeira de Goiás, Sanclerlândia, Mossâmedes, Buritide Goiás, Córrego do Ouro, Fazenda Nova, Israelândia, Novo Brasil, Ivolândia, Moiporá e outros.

Via: Dia Online


fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG