Últimas Notícias


quarta-feira, 29 de abril de 2020

CoronaTransp possibilita aos cidadãos conhecer detalhes do coronavírus em Goiás



Desde o início de abril o Governo de Goiás, por meio da Controladoria-Geral do Estado (CGE),  conta com o CoronaTransp em seu Portal da Transparência (www.transparencia.go.gov.br), onde a população encontra vários painéis que reúnem todos os dados governamentais relativos ao combate do coronavírus. A ferramenta colocou Goiás entre os estados mais transparentes em relação à divulgação de informações sobre a pandemia no Brasil, de acordo com a organização não governamental Open Knowledge Brasil (OKBR).

No CoronaTransp podem ser encontradas informações sobre aquisições de bens e serviços e os detalhes sobre os casos da doença no Estado e na região. Nos painéis relativos às compras, estão disponíveis informações sobre a quantidade de itens, empresa vencedora, valor e órgão que fez a aquisição, além de um campo de busca com detalhes do objeto, descrição do item, órgão e nome do credor. É possível tabular e demonstrar os ganhadores das licitações e os valores investidos na aquisição dos produtos ou serviços. Todos os dados são extraídos do sistema de compras governamentais, o ComprasNet.

Dados abertos

Estão disponíveis ainda no CoronaTransp todas as normas publicadas pelo Estado relacionadas ao coronavírus. Os usuários podem consultar também os números gerais de casos confirmados e de óbitos divididos por sexo, faixa etária e município. Permite ainda o acesso a tabelas com a série histórica de casos confirmados e de óbitos tanto por município como no Estado. É possível investigar os novos casos e os óbitos por dia e por região.

Segundo o subprocurador de Transparência, Controle Social e Ouvidoria da CGE, Diego Ramalho, para entender melhor o impacto da pandemia é importante abrir todos os dados, não apenas das contratações, mas também das ações de combate ao coronavírus no Estado de Goiás. A ideia do CoronaTransp é ser esse repositório de informações e dados abertos para que os cidadãos possam fazer o controle social e as universidades possam produzir pesquisas sobre o tema.

Mais informações: (62) 3201-5372


Via: Governo de Goiás


fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG