Últimas Notícias


terça-feira, 28 de abril de 2020

Goiás terá dificuldade no pagamento da folha a partir de maio, diz jornal

Conforme a Folha de São Paulo, salários de abril ainda serão pagos normalmente, mas a partir de maio o Estado de Goiás terá sérias dificuldades com a folha do funcionalismo público.




A crise gerada pelo novo coronavírus, que tem levado a economia do país inteiro à uma situação desesperadora, deve afetar, inclusive, a capacidade de pagamento da folha do funcionalismo público do Estado de Goiás. É o que diz o jornal Folha de São Paulo em uma matéria publicada na última segunda-feira (27/4).
Segundo o veículo, o governo de Goiás prevê dificuldades para o pagamento da folha a partir de maio. O jornal dá conta de que os salários de abril ainda serão pagos em dia, até o fim do mês, “graças ao corte de despesas na máquina pública, alinhado com os demais Poderes”.
Entretanto, ainda conforme a Folha, a partir do próximo mês, “com impactos já registrados como a queda na emissão de nota fiscal de cerca de 30% e inadimplência dos acordos de parcelamento, que passou de 4% para 32%”, o governo de Goiás estima séries dificuldades para pagar o servidor público.
A saída apontada pelo jornal, e que tem sido alvo de insistência por parte do governador Ronaldo Caiado, seria o socorro vindo da União com o projeto que passou pela Câmara.

A reportagem do Dia Online entrou em contato com a Secretaria de Estado da Economia de Goiás e aguarda um posicionamento.

Em Goiás, corte de despesas nos três Poderes foi articulada

Diante da crise que se instalou no Estado, no final da manhã do dia 22 de abril, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, anunciou que os três Poderes do Estado – Executivo, Legislativo e Judiciário – decidiram cortar 20% das despesas de custeio. A decisão foi tomada após reunião por videoconferência do governador com representantes dos Poderes.
O anúncio foi feito pelo governador por meio do Twitter. Segundo ele, além dos três Poderes, decidiram também fazer os cortes de 20% o Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO), O Tribunal de Contas do Estado de Goiás (TCE-GO) e o Tribunal de Contas do Município (TCM).
Caiado comemorou a decisão, tomada nesta quarta-feira, e afirmou que ela vai garantir o pagamento em dia dos servidores públicos. A iniciativa dos órgãos e Poderes vem em meio à crise gerada pelo novo coronavírus, que impôs uma preocupante queda de arrecadação no Estado de Goiás.


Via: Dia Online

fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG