Últimas Notícias


quinta-feira, 9 de abril de 2020

Governo de Goiás prepara hospital de campanha modular em Águas Lindas

Unidade é estruturada por uma força-tarefa entre três entes federativos - Estado, Governo Federal e a Prefeitura da cidade. Local contará com 200 leitos para atendimento de vítimas da Covid-19



O Governo de Goiás, em parceria com os Ministérios da Saúde e Infraestrutura, iniciou a estruturação de um hospital de campanha modular em Águas Lindas de Goiás, município localizado no Entorno do Distrito Federal (DF). O secretário de Estado da Saúde, Ismael Alexandrino, e uma equipe de técnicos da Secretaria de Saúde representaram o governador Ronaldo Caiado durante visita ao local nesta quarta-feira, dia 8. A previsão é que a estrutura, que contará com capacidade para 200 leitos de internação, todos com potencial para receber casos graves da doença pelo coronavírus 2019 (Covid-19), seja finalizada em cerca de duas semanas.

Durante uma transmissão ao vivo realizada na última segunda-feira, dia 6, o governador Ronaldo Caiado adiantou que a cidade de Águas Lindas já começava a receber os caminhões carregados com a estrutura para a montagem do hospital de campanha modular na região. Ele lembrou que a unidade será a primeira instalada no país pelo Governo Federal. “É um hospital em módulos, que será instalado dentro de uma estrutura que depois será removida, mas é uma estrutura para 200 leitos, com rede de oxigênio em todas as camas, 40 leitos de UTI, 160 leitos de semi-intensivo que vão dar para nós uma retaguarda muito grande”, anunciou. Caiado tem declarado sua preocupação com a região do Entorno devido ao rápido aumento de registros de casos da Covid-19 no Distrito Federal.

"É uma unidade que está sendo feita a várias mãos", destacou Alexandrino ao explicar que o Ministério da Infraestrutura está provendo a construção da estrutura física do hospital e que a Prefeitura de Águas Lindas de Goiás contribuiu de forma muito rápida em relação à terraplanagem do terreno e todas as adequações necessárias para estruturação do local. Já o Estado ficará responsável pela gestão do hospital e todo o seu funcionamento, pelo custeio mensal e pela colocação da mão-de-obra. O Ministério da Saúde está oferecendo respaldo técnico e financeiro, com a aquisição de equipamentos para a unidade.


Governador Ronaldo Caiado foi representado pelo secretário de Estado da Saúde, Ismael Alexandrino, durante visita ao hospital de campanha modular, em Águas Lindas. Foto: Brito.


Rede pública de assistência
"Essa unidade de Águas Lindas e o hospital de Luziânia, ambos no Entorno Sul do DF, irão complementar a rede pública trazendo grande peso para a assistência da Covid-19 para a população dessas cidades e adjacências", explicou Ismael Alexandrino. Ainda na região do Entorno, só que ao Norte, o Estado de Goiás prepara a estadualização de uma unidade em Formosa.

Outros hospitais também são preparados nas cidades de Jataí e São Luís de Montes Belos, também por meio de estadualizações; em Itumbiara, onde a justiça concedeu posse e patrimônio do Hospital e Maternidade São Marcos ao Estado; em Anápolis, no prédio do Centro de Convenções da cidade; e em Porangatu, sendo este em parceria com a Prefeitura Municipal.

Na capital, além do Hospital de Campanha para Enfrentamento do Coronavírus (HCamp) que já está em funcionamento, a habilitação de 40 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Goiás (UFG) já foi solicitada ao Ministério da Saúde. A Prefeitura Municipal de Goiânia destinou a estrutura da futura Maternidade Célia Câmara (Oeste) à assistência de casos de Covid-19, contribuindo para reforço da rede no Estado.


Estrutura da unidade contará com capacidade para 200 leitos. Foto: Brito.



Via: Governo de Goiás


fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG