Últimas Notícias


quarta-feira, 29 de abril de 2020

HGG cria divisória para proteger colaboradores durante refeições

Divisórias são feitas com cano PVC e plástico filme pela equipe de nutrição do hospital. A finalidade é barrar a transmissão de micropartículas e gotículas de saliva, permitindo uma interação segura



O Serviço de Nutrição do Hospital Estadual Alberto Rassi (HGG), unidade do Governo de Goiás, resolveu inovar na luta contra o coronavírus. Além das ações já conhecidas de prevenção ao contágio pelo vírus, como a lavagem correta das mãos, o uso de álcool em gel, máscaras e o distanciamento de, pelo menos, um metro entre pessoas, os profissionais do setor usaram toda a criatividade e criaram um artefato que protege, mas não segrega totalmente os colaboradores durante as refeições.

A peça, que tem formato retangular e é posicionada sobre as mesas do refeitório, tem dupla utilidade: formar uma barreira incolor, que impede micropartículas passarem de um prato ao outro, além de gotículas de saliva que podem hospedar o vírus; e separar as pessoas a uma distância correta, uma vez que isola dois lugares das mesas e permite que apenas dois colaboradores asutilizem, assim resguardando a distância correta.

De acordo com a gerente de nutrição do HGG, Valéria de Souza, a iniciativa surgiu com a ajuda da internet. A equipe teve acesso a um vídeo anônimo, em que um grupo de dentistas utilizava uma barreira semelhante durante os atendimentos, e então resolveu usar a essência da ideia para criar um artefato com uma usabilidade completamente diferente, mas com o mesmo objetivo de proteger as pessoas.

"Quando vimos esse vídeo, percebemos como era simples de se fazer e o quanto era eficiente para conter o compartilhamento de micropartículas. Diante disso, nós extrapolamos essa criação inicial e criamos essa versão, que é colocada sobre as mesas e protege os colaboradores durante as refeições", destaca a nutricionista.

Após o uso, plástico filme é substituído


Ao todo, foram criadas 20 peças da barreira protetiva, todas fabricadas pelo departamento de Manutenção do próprio hospital. Feitas com cano PVC simples, em formato retangular e envolto em plástico filme, a barreira é barata e eficiente. "Essa é uma estratégia simples, barata e que, de fato, oferece uma proteção significativa aos nossos colaboradores, uma vez que, a cada uso, esse plástico filme é substituído, mantendo-se sempre a armação higienizada", complementa Valéria, ao destacar que os colaboradores do HGG não se sentem apenas protegidos com essa ação, mas aproveitam o convívio social em segurança.

Além das divisórias instaladas em cada mesa, os colaboradores têm pias para higienização das mãos com água e sabão; toalhas de papel descartáveis, para a secagem; álcool em gel e luvas, para que não precisem ter contato direto com os talheres de serviço.

No hall anterior à entrada no refeitório, o chão foi demarcado, para que cada colaborador fique em fila, a uma distância de, pelo menos, um metro um do outro. O horário de almoço também foi fragmentado, para que os colaboradores se dividam em pequenos grupos a cada 15 minutos.

Comunicação SES - Governo de Goiás


Via: Governo de Goiás


fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG