Últimas Notícias


quarta-feira, 15 de abril de 2020

Novo decreto pode liberar atividades de pequenos comércios e igrejas, em Goiás

A informação foi adiantada pelo governador Ronaldo Caiado em uma videoconferência com prefeitos na última terça-feira (14/4).


Foto: Reprodução



15/04/2020, 11h27



O novo decreto do governo de Goiás com regras da quarentena no estado, a ser publicado ainda nesta semana, deve flexibilizar as atividades de pequenos comércios e até de igrejas. A informação foi adiantada pelo governador Ronaldo Caiado em uma videoconferência com prefeitos na última terça-feira (14/4).
De acordo com o governador, a liberação das atividades deve ocorrer de forma gradual e dependente do cenário de propagação do novo coronavírus em Goiás. A reabertura de pequenos comércios será um dos pontos que devem constar no novo decreto.
Além disso, o chefe do Executivo estadual também cogita a flexibilização do funcionamento de igrejas, desde que elas sigam as orientações especiais, o que inclui uso de máscaras e distanciamento mínimo entre fiéis.
O decreto, cujos detalhes ainda estão sendo elaborados, deve ser publicado em Goiás até o dia 20 de abril.

Uso obrigatório de máscaras em Goiás constará em novo decreto de Caiado

Aqueles que precisarem sair às ruas em Goiás terão de fazer, obrigatoriamente, uso de máscara de proteção a partir da próxima segunda-feira (20/4), como forma de proteção contra o novo coronavírus. Essa é uma das determinações do novo decreto a ser publicado pelo governo de Goiás, abordado na live do governador Ronaldo Caiado transmitida nesta terça-feira (14/4).
De acordo com o governador, a obrigatoriedade da utilização de máscara de proteção por indivíduos que saírem às ruas “sem dúvida alguma vai constar no decreto”. “A pessoa saiu de casa, para ela se proteger. Saiu de casa, qual o problema, né? É algo assim gente, olha, vai fazer parte agora da nossa indumentária, nossa vestimenta, tá certo? Por um período”, afirmou.
O uso de máscaras de proteção ganhou adesão de alguns goianos desde que a pandemia do novo coronavírus foi anunciada pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Entretanto, a partir de segunda-feira seu uso será estabelecido por decreto.

Fonte: Jornal Opção


Via: Dia Online


fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG