Últimas Notícias


segunda-feira, 4 de maio de 2020

Após afastamento de servidores por covid-19, HUGO testa 95 pacientes

Unidade também iniciou, neste sábado (2/5), testagem em profissionais de saúde em serviço, além da desinfecção linear do ambiente.


Servidores também foram testados, segundo assessoria (Foto: Reprodução/HUGO)



02/05/2020, 17h03



Após afastar 76 profissionais de saúde por suspeita de covid-19, causada pelo novo coronavírus, o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo) testou 95 pacientes, neste sábado (2/5). A informação foi confirmada ao Dia Online pela assessoria da unidade de saúde. Outros 56 servidores, diagnosticados com a doença, também estão afastados.
Além dos pacientes, ainda conforme a assessoria, foram testados 360 servidores. Também neste sábado, foi iniciada a desinfecção linear na unidade de saúde. O processo foi feito em todas as superfícies e paredes, com hipoclorito, e os equipamentos foram higienizados com quaternário de amônio e biguanida.

Contato de servidores do HUGO com pacientes contaminados com a covid-19

Os profissionais da saúde do HUGO testaram 20 pacientes com suspeita de covid-19, sendo que quatro testaram positivo para a doença. “Dos quatro positivos, três foram transferidos para o Hospital de Campanha (HCAMP) e o quarto, um paciente que tinha doença cardiovascular e diabetes, veio a óbito na noite da última quinta-feira (30)”.

Sobre o afastamento dos servidores, assessoria do HUGO esclareceu que, “na última quinta-feira (19), foram contratados 19 profissionais substitutos e está sendo finalizado o processo seletivo para 50 novas contratações, até na próxima segunda-feira (4), de profissionais para a equipe de enfermagem e multiprofissional, além de oito médicos.”
Ainda conforme o texto: “Como o hospital se encontra com menor demanda em sua Urgência, os profissionais têm sido realocados e os plantões extras só ocorrem se estiverem dentro dos parâmetros legais de descanso do profissional. Além disso, medidas internas foram tomadas, como obrigatoriedade de N95 para todos os profissionais da Assistência, durante toda a sua permanência no hospital, além de treinamentos in loco nas áreas.”

Casos positivos de coronavírus

Dos servidores afastados que testaram positivo para o coronavírus, 30 são técnicos de enfermagem, 5 fisioterapeutas, 11 enfermeiros, dois médicos e oito residentes.
Conforme boletim deste sábado (2/5), subiu para 30 o número de mortes causadas pelo coronavírus, causador da covid-19, em Goiás. São 825 casos confirmados da doença, 9.798 casos suspeitos estão em investigação e 66 amostras estão em análise no Laboratório Central de Saúde Pública Dr. Giovanni Cysneiros (Lacen-GO). Outros 2.683 casos notificados já foram descartados.


Via: Dia Online

fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG