Últimas Notícias


quarta-feira, 27 de maio de 2020

Governo de Goiás recebe 122 propostas de municípios para convênios habitacionais

Construção e reforma de equipamentos comunitários também foram apontados pelas prefeituras




O Governo de Goiás recebeu 122 propostas de convênios habitacionais de 66 municípios, em atendimento ao chamamento público realizado pela Agência Goiana de Habitação (Agehab). O prazo para prefeituras protocolarem os processos terminou no dia 20, quarta-feira. As propostas são para construção e reforma de moradias e equipamentos comunitários com utilização de recursos estaduais. De acordo com o presidente da Agehab, Eurípedes do Carmo, foi criado todo o suporte tecnológico para receber as propostas e documentação virtualmente, como forma de prevenção à propagação do coronavírus.

O chamamento público feito pela Agehab foi aberto a todos os municípios em 23 de março e teve uma ampliação de prazo em 20 dias para dar mais uma chance para os municípios viabilizarem a documentação necessária. “O procedimento foi adotado para garantir transparência e isonomia ao processo, conforme determinação do governador Ronaldo Caiado”, destaca Eurípedes do Carmo. Os próximos passos são a análise de toda a documentação, aprovação dos orçamentos enviados e vistorias nas áreas propostas. Após  esses procedimentos, os municípios que cumpriram todos os requisitos serão chamados para assinar os convênios.

Atendimento facilitado

A equipe técnica da Agehab avalia como  bastante  positiva a participação dos municípios, principalmente considerando esse momento de pandemia. A Agehab procurou criar todas as facilidades para os municípios apresentarem suas propostas, de maneira virtual. Além do protocolo da documentação ter sido por e-mail, também foi realizada a capacitação dos técnicos das prefeituras pela internet. Dados da Gerência de Projetos e Análise Técnica mostram que a modalidade mais procurada foi construção de unidades habitacionais, seguida por construção de equipamentos comunitários, reforma de unidades habitacionais e também construção de Conselho Tutelar.


Via: Governo de Goiás


fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG