Últimas Notícias


quarta-feira, 13 de maio de 2020

Ipasgo antecipa pagamento de R$ 128,9 milhões para prestadores

Foto: Google Imagens


A gestão do Instituto de Assistência dos Servidores do Estado de Goiás (Ipasgo) antecipou o pagamento de R$ 128.930.323,59 para sua rede credenciada neste mês de maio.  A quitação das faturas ocorreu nesta quarta-feira (13) e beneficiou mais de quatro mil profissionais e empresas de saúde.

O processo de antecipação da quitação das faturas segue determinações do governador Ronaldo Caiado e foi iniciado no mês de abril.  A medida, que tem como objetivo reduzir os impactos provocados pela pandemia aos profissionais e empresas da área da saúde, será mantida durante o período de controle ao avanço do novo coronavírus em Goiás.

Para os credenciados como pessoa física, os pagamentos somaram R$ 16.344.660,05, referentes às faturas do mês de março, e favoreceram 3.210 profissionais em todo o Estado. Aos cadastrados como pessoa jurídica, que representam 900 empresas de saúde, o valor quitado foi R$ 112.585.663,54 referentes às faturas de fevereiro de 2020.

Desde o ano passado, os pagamentos da rede credenciada ao Ipasgo foram normalizados. Por orientação do Governo de Goiás, as datas de quitação para os credenciados como pessoa física e pessoa jurídica foram unificadas. A unificação, que se iniciou em outubro, foi uma medida inédita na história do plano de assistência e teve como objetivo dar mais transparência e segurança aos atos do plano de assistência, conforme prevê o Programa de Compliance Público do Estado de Goiás.

O presidente do Ipasgo, Silvio Fernandes, explica que a antecipação dos pagamentos integra as estratégias emergenciais do plano de assistência neste período de combate ao novo coronavírus. "Neste momento em que todo o Estado de Goiás se mobiliza contra a pandemia, temos que tomar medidas pontuais para garantir o funcionamento da rede e reduzir os impactos aos profissionais de saúde. Em momentos excepcionais, as gestões precisam atuar com agilidade e eficiência."


Via: Governo de Goiás


fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG