Últimas Notícias


segunda-feira, 8 de junho de 2020

Auxílio de R$ 600: Veja 10 mudanças no cadastro que podem te impedir de receber a 3ª parcela

A terceira parcela do auxílio deve ser cortada para quem teve mudanças nos critérios cadastrais. Veja quais são os motivos que levam ao impedimento.


O calendário para saques e transferências da segunda parcela do auxílio emergencial direto da poupança social digital está em andamento. Nesta segunda-feira, 8, cerca de 2 milhões de beneficiários que fazem aniversário em agosto podem resgatar o dinheiro.

No momento, as datas para liberação da terceira parcela do auxílio não foram divulgadas. Mas de acordo com as regras determinadas pelo governo federal, para receber o recurso muitos cidadãos que receberam a primeira e a segunda parcela podem não ter direito à terceira.

Isso porque a cada pagamento de parcela, a Dataprev, empresa de tecnologia que gerencia a base de dados sociais dos brasileiros, faz uma reanálise das informações prestadas pelos beneficiários no cadastro do auxílio.

Assim as irregularidades são evitadas no cadastro, sendo que pessoas que não precisam do dinheiro são impedidas de recebê-lo. Os dados verificados nas reanálises são os mesmos requisitos divulgados no início do pagamento do auxílio emergencial no mês abril.

Por exemplo, se o beneficiário já estiver empregado, essa informação vai constar na carteira de trabalho o que consequentemente veta o recebimento do auxílio. A mesma coisa acontece com quem começou a receber seguro-desemprego, aposentadoria, pensão do INSS, entre outros benefícios.

Veja abaixo quais são as modificações na situação do seu cadastro no auxílio que podem levar ao bloqueio das futuras parcelas:

 10 mudanças no cadastro que podem te impedir de receber o auxílio emergencial



  1. Ter sido empregado com carteira assinada;
  2. Ser de família com renda mensal por pessoa superior a meio salário mínimo (R$ 522,50);
  3. Renda familiar mensal total maior que três salários mínimos (R$ 3.135);
  4. Limite maior que duas pessoas que recebem Bolsa Família na mesma família;
  5. Estar recebendo seguro-desemprego;
  6. Estar recebendo aposentadoria do INSS;
  7. Estar recebendo pensão do INSS;
  8. Receber benefícios como auxílio-doença, Benefício de Prestação Continuada (BPC), seguro-defeso, Garantia Safra. A exceção da regra é o Bolsa Família;
  9. Estar com CPF irregular no cadastro.
  10. E um fato muito importante, mentir para receber o auxílio emergencial não somente acarreta no corte do benefício, como também é motivo para prisão da pessoa, a pena pode alcançar até seis anos de detenção. O cidadão é acusado de estelionato contra o poder público.


Calendário da segunda parcela do auxílio emergencial desta semana

O saque e a transferência da segunda parcela do auxílio ainda não foram liberados para alguns beneficiários, nesta segunda as operações podem ser feitas nas agências da Caixa Econômica Federal pelos nascidos em agosto, veja as datas desta semana para os aniversariantes de demais meses.


  • 8 de junho (segunda-feira) – nascidos em agosto
  • 9 de junho (terça-feira) – nascidos em setembro
  • 10 de junho (quarta-feira) – nascidos em outubro
  • 12 de junho (sexta-feira) – nascidos em novembro
  • 13 de junho (sábado) – nascidos em dezembro



Via: Edital Concursos Brasil

fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG