Últimas Notícias


sexta-feira, 19 de junho de 2020

“Caiado é uma referência a todos nós”, diz Bolsonaro no lançamento do Plano Safra

Consolidado como terceiro maior produtor de grãos do Brasil, Goiás é um dos Estados destaques na atividade rural, tendo contribuído para o aumento de 1,9% do PIB da agropecuária nacional no primeiro trimestre de 2020


A convite do presidente Jair Bolsonaro, o governador Ronaldo Caiado participou do lançamento do Plano Safra 2020-2021, no Palácio do Planalto, em Brasília, nesta quarta-feira, dia 17. Durante a solenidade, Bolsonaro reconheceu a consolidação de Goiás como o terceiro Estado com maior produção de grãos do Brasil. “O que nós plantamos na política hoje, colhemos amanhã. Prezado Ronaldo Caiado, seu Estado ganhou mais um degrau na produção agrícola”, pontuou o presidente. Caiado foi o único governador a participar do evento.

Bolsonaro ainda elogiou a atuação do governador em apoio à atividade rural, uma das bandeiras que Caiado defende há décadas. “Você é uma referência a todos nós nessa e em outras áreas. Só tenho a agradecer ao pessoal do campo”, exaltou o presidente

O Plano Safra contará com R$ 236,2 bilhões em crédito fomentar à produção agropecuária brasileira. O recurso terá R$ 13,5 bilhões a mais em relação ao plano anterior, o que representa um aumento de 6,1%. A expectativa do governo federal é que a próxima safra de grãos bata novo recorde, totalizando 250,5 milhões de toneladas. O volume esperado será 3,5% superior à safra passada. Os financiamentos do novo Plano Safra poderão ser contratados a partir de 1º de julho de 2020 até 30 de junho de 2021.

O agro em Goiás

Em live realizada no final de maio, Ronaldo Caiado comentou o crescimento nacional de 1,9% do Produto Interno Bruto (PIB) da agropecuária no primeiro trimestre deste ano, comparado ao mesmo período de 2019. Dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na ocasião, o governador destacou o potencial econômico do setor rural, mesmo neste momento de pandemia do novo coronavírus: “O setor é a coluna vertebral que sustenta o Estado, gerando empregos, renda e arrecadação. E Goiás bate mais um recorde em produção, é hoje o terceiro lugar”, pontuou Caiado.

Em Brasília, durante o lançamento do Plano Safra, o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), deputado federal goiano José Mário Schreiner, corroborou com a defesa que o governador Ronaldo Caiado faz do setor, destacando que o agro se revelou, diante a pandemia, mais uma vez o “pilar da reconstrução” do Brasil. “É importante reforçar a competitividade e resiliência da agropecuária brasileira. Apesar de também não sermos imunes à crise, seguiremos produzindo e fazendo nossa parte”, declarou Schreiner.
Secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Antônio Carlos de Souza Lima Neto enfatizou a união que garante sucesso ao agro. “Diante da pandemia, não temos dúvida que o segmento vai conduzir a economia do País, e não é diferente em Goiás. Tudo isso só é possível com a junção de fatores:  os produtores que, adotando as medidas e normas de segurança contra o coronavírus, não pararam de trabalhar para garantir a produção de alimentos e o abastecimento para a população. E temos o Governo de Goiás atuando para garantir políticas públicas de incentivo e apoio ao agro, assim como a busca pela abertura de novos mercados e fortalecimento das cadeias produtivas em nosso Estado”, pontuou.

Plano Safra 2020-2021

Os pequenos produtores rurais terão R$ 33 bilhões para financiamento no Programa Nacional de Fortalecimento da Agriculta Familiar (Pronaf). Os juros serão de 2,75% e 4% ao ano para custeio e comercialização. Já os médios produtores rurais terão destinação de R$ 33,1 bilhões, por meio do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp). As taxas de juros serão de 5% ao ano, mais de R$ 6,6 bilhões a mais do que no ano passado. Os grandes produtores também terão direito ao financiamento, com taxas de juros de 6%.

O Plano Safra 2020-2021 ainda contemplará a construção de armazéns nas propriedades rurais, com a destinação de R$ 2,2 bilhões. Da mesma forma, o governo federal incentivará a pesca comercial, com apoio para acesso ao crédito rural. Os trabalhadores dessa atividade poderão utilizar os financiamentos para a aquisição de equipamentos e infraestrutura para processamento, armazenamento e transporte de pescado.

Secretaria de Comunicação - Governo de Goiás


Via: Governo de Goiás


fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG