Últimas Notícias


sexta-feira, 5 de junho de 2020

Goiás de Resultados apoia Seduc no plano de retorno da Educação pós-pandemia

As metas da pasta, em várias frentes de melhoria, foram tema de reunião nesta última quinta-feira, dia 04


Os avanços na melhoria das salas de aula, na formação de professores, no ensino médio profissionalizante, nos processos de aprendizagem de português e matemática e na segurança patrimonial da rede estadual de ensino foram alguns dos temas da reunião desta última quinta-feira, dia 04, da Sala de Situação do Programa Goiás de Resultados. O programa, que atua de forma multi e intersetorial em todas as pastas do governo, visa ao avanço das metas do Plano de Governo.

Idealizado pelo governador Ronaldo Caiado e coordenado pelo vice-governador Lincoln Tejota, o Goiás de Resultados tem entre as diretrizes a Educação Plena, com várias metas previstas, para que o estado avance na qualidade do ensino público. Uma delas é a implantação da reforma curricular do ensino médio profissionalizante. O objetivo é oferecer aos jovens opções adequadas às necessidades atuais de profissionalização como DJ, designer de games, produção musical, entre outras.

O Goiás de Resultados vai apoiar o contato com outros atores do estado e do terceiro setor, como o Sistema S, para que esse projeto avance. “A grande vantagem dessa gestão é esse pensar integrado. Construímos um planejamento integrado, que monitoramos sistematicamente, para uma gestão mais eficiente das metas do governo”, diz Madson Ribeiro, membro do comitê gestor do GR.

Plano de retorno


O retorno da atividade educacional pós-pandemia foi um dos destaques da discussão. Segundo a superintendente de Ensino Médio da Seduc, Osvany da Costa Gundim Cardoso, esse plano de retorno está sendo elaborado com todos os cuidados de biossegurança à vida, atendendo a protocolos que visam a proteção à saúde dos estudantes e trabalhadores da educação. “Estamos atuando em parceria com outros atores, como o Ministério Público e entidades de apoio à inclusão, por exemplo, para que o plano seja completo”, disse Osvany.

Goiás será o primeiro estado a ter um plano que contemple a inclusão dos portadores de necessidades especiais, informou a superintendente. As máscaras para a rede de ensino serão de material transparente para permitir a inclusão dos surdos, por exemplo.  Os gestores da Seduc informaram a Sala de Situação do GR da necessidade desses EPIs.

Segundo o gestor Madson Ribeiro, o Goiás de Resultados, por meio do emprego da mão de obra carcerária, poderá ajudar com esses insumos, necessários ao plano de retorno. “A volta às salas de aula está sendo planejada com cuidado e pretendemos colocar esse plano, em breve, para consulta pública. Nosso governador e vice-governador entendem a importância de ouvir toda sociedade para um retorno seguro”, informou.

Dentre outras metas para a Seduc, a longo prazo com o avanço da força-tarefa da Biometria Cidadã, o controle de frequência dos estudantes poderá ser feito por reconhecimento facial. Outros desafios e necessidades da pasta serão tratados em reunião no próximo dia 10, com a presença do vice-governador com encaminhamentos como:

-Envolver as secretarias de cultura, turismo e agência de esporte e lazer para uma ação transversal de incremento do ensino médio profissionalizante;

-Atualização de percentuais das metas dos projetos com maior impacto pela pandemia;

-Interlocução com a Polícia Militar para reforços na segurança patrimonial e retomada do Proerd, em versão digital.


Via: Governo de Goiás


fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG