Últimas Notícias


quinta-feira, 18 de junho de 2020

Governo de Goiás, por meio da Agrodefesa, fixa critérios para provas esportivas equestres e turfe



O Governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Defesa Agropecuária – Agrodefesa, publicounesta quarta-feira, dia 17, a Portaria nº 344/2020, estabelecendo uma série de critérios para a realização de provas esportivas equestres, especificamente provas de marchas, organizadas por núcleos e/ou associações de criadores de equídeos com o propósito de pontuação em ranking nacional e também provas de turfe no Hipódromo da Lagoinha em Goiânia. A liberação desses eventos leva em conta as medidas sanitárias preconizadas pela Organização Mundial de Saúde, pelo Ministério da Saúde e pela Secretaria de Saúde de Goiás para este período de emergência em saúde pública por conta da pandemia do Novo Coronavírus.

Conforme o presidente da Agrodefesa, José Essado, as provas de marchas e as competições de turfe são atividades esportivas importante para Goiás, mas precisam ser realizadas com base em normas e critérios sanitários de modo a preservar a saúde das pessoas e a integridade dos animais. Essado reforça o artigo 3º, que estabelece que o não cumprimento dos critérios descritos na Portaria ensejará a suspensão das atividades durante todo o período de emergência em saúde. O documento também prevê a revisão, a qualquer momento, de seus termos, conforme avaliação de risco baseada em fatores externos e internos, até que a emergência em saúde pública seja encerrada.

Para liberar as duas modalidades de eventos equestres foram alinhados uma série de critérios, dentre eles a necessidade de que sejam comunicados à Agrodefesa com no mínimo 30 dias de antecedência, além do que o local de realização da prova também deve estar cadastrado na Agência e apto para realização. A íntegra da Portaria está disponível em https://sidago.agrodefesa.go.gov.br/site/adicionaisproprios/protocolo/arquivos/1030696.pdf Veja a seguir os principais critérios para cada uma das atividades.

Prova de marchas

. Poderá ser realizado apenas um evento por mês por núcleo e/ou associação

. A duração da prova não poderá exceder mais do que dois dias seguidos

. Durante todo o período de organização e realização da prova, o número de pessoas presentes não poderá exceder a 50, considerando todos os presentes, inclusive organizadores, patrocinadores, juízes, cavaleiros, amazonas, proprietários de animais, tratadores e funcionários do local

. Não será permitida a presença de bebida alcoólica durante todo o período de organização e realização da prova

Não será permitido o preparo de refeições no recinto, ficando permitido apenas o fornecimento de refeições prontas e individualizadas

. Todos os presentes deverão fazer uso de máscaras de proteção facial e respeitar o distanciamento mínimo de dois metros em relação ao próximo

. A organização deverá disponibilizar álcool gel a 70% para higienização de mãos e intensificar a limpeza e desinfecção das superfícies frequentemente tocadas

. Comunicar ao Município e à Polícia Militar local, com três dias de antecedência

Eventos de turfe

. Poderão ser realizados dois eventos mensais, respeitando um intervalo de 15 dias entre um e outro

. As provas ocorrerão com portões fechados e sem a presença de público

. Só poderão participar do turfe os animais que estão devidamente alojados no Jóquei Clube de Goiás

. Não será permitida a realização de leilão e o funcionamento da Casa do Pulê

. Não será permitida a apresentação dos cavalos

. Não será permitido o funcionamento da lanchonete

. Não será permitida a presença de bebida alcoólica durante todo o período de organização e realização da prova

. Não será permitido o preparo de refeições no recinto, ficando permitido apenas o fornecimento de refeições prontas e individualizadas

. Durante todo no período de organização e realização do turfe, o número de pessoas presentes não poderá exceder a 50, considerando todos os presentes, inclusive organizadores, jóqueis, treinadores, veterinários, proprietários de animais, auxiliar de starter, tratorista, balanceiro, filmador, narrador e demais trabalhadores

. Todos deverão usar máscaras de proteção facial e respeitar o distanciamento mínimo dois metros em relação ao próximo

. A organização deverá disponibilizar álcool gel a 70% para higienização das mãos e intensificar a limpeza e desinfecção das superfícies frequentemente tocadas

. Comunicar o evento à Polícia Militar local com três dias de antecedência

Mais informações: (62) 3201-3546


Via: Governo de Goiás


fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG