Últimas Notícias


terça-feira, 30 de junho de 2020

Prefeitura de Goiânia lança campanha Alô, Vizinho!

Ação visa envolver vizinhos no combate à violência doméstica



Com o objetivo de envolver vizinhos na batalha contra a violência doméstica durante  a pandemia, a Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres (SMPM), lança nesta terça-feira (30/6)a campanha “Alô Vizinho!”.

A iniciativa é uma idealização da Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres SNPM/Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), que visa promover orientações de segurança para mulheres e informações para toda a vizinhança informando os canais de denúncias e exemplificando os  atos de violência previstos na lei Maria da Penha.

A ação será feita por meio de distribuição e divulgação de material informativo. As peças indicam canais de denúncias como o Ligue 180, aplicativo Direitos Humanos Brasil, o portal da Ouvidoria Nacional dos Direitos Humanos (ONDH), 190 da Polícia Militar, 197 da Polícia Civil, 153 da Guarda Civil metropolitana (GCM) e o Aplicativo Goiás Seguro (que contém o Alerta Maria da Penha).

Os folders serão afixados no interior dos ônibus da Rede Metropolitana de Transporte Coletivo (RMTC) e nos postos de saúde. Ainda contará com a disponibilização da arte em pdf no site do Sindicato dos Condomínios e Imobiliárias do Estado de Goiás (Secovi-GO). O sindicato possui mais de 3 mil associados que poderão imprimir a arte e colocar nos espaços comuns dos condomínios. A divulgação ainda será feita nas redes sociais da Prefeitura de Goiânia e instituições parceiras.

Segundo a titular da pasta, Ana Carolina Almeida, a replicação da campanha  se deve ao aumento do número de casos de violência doméstica em Goiânia. “As famílias estão convivendo mais tempo juntas dentro de casa devido à pandemia, por isso, os conflitos acabam surgindo. Precisamos que as pessoas próximas nos apoiem nesta causa  a fim de interromper  as  situações que podem levar ao feminicídio”, disse.

A atividade conta com os seguintes apoiadores: Tribunal de Justiça de Goiás (MP-GO); Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO); Defensoria Pública do Estado de Goiás (DP-GO); Polícia Civil do Estado de Goiás (PC-GO); Associação dos Magistrados do Estado de Goiás (Asmego); Sindicato dos Condomínios e Imobiliárias (Secovi-GO); Rede Metropolitana de Transportes Coletivos de Goiânia (RMTC) e Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Violência Doméstica

Dados do Ligue 180 indicam que, durante o período de quarentena, houve um aumento de quase 9% no número de ligações para o canal, que recebe denúncias específicas de violência contra a mulher.

A ONDH informou que a média diária entre os dias 1º e 16 de março foi de 3.045 ligações recebidas e 829 denúncias registradas e de 3.303 ligações recebidas e 978 denúncias registradas entre os dias 17 e 25 do mesmo mês.

Em casos de emergência, acione:
190 Patrulha Maria da Penha da Polícia Militar

197 da Polícia Civil

153 Programa Mulher Mais Segura da Guarda Civil Metropolitana

Orientações psicológicas, jurídicas e de assistência social, ligue para:

(62) 98306-0191 - Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social

(62) 3524-2933 - Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres da Prefeitura de Goiânia

Ligue 180.

Apoio jurídico, ligue para:

(62) 98307-0250 - Defensoria Pública do Estado de Goiás.

Para denunciar e solicitar Medidas Protetivas de Urgência, ligue:

1ª Deam - 3201-2801 / 2802

2ª Deam - 3201-6344 / 6332

Roberta Amorelli, da editoria de Políticas Para as Mulheres


Via: Prefeitura de Goiânia


fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG