Últimas Notícias


domingo, 12 de julho de 2020

Caiado vai liberar academias para abrir na terça

Mais Goiás apurou, com exclusividade, que decreto deve ser publicado na manhã desta segunda-feira

Academias devem ser liberadas para abrir a partir de terça-feira. Foto: Pixabay





Alexandre Bittencourt
Do Mais Goiás | Em: 12/07/2020 às 15:15:20


O governador Ronaldo Caiado (DEM) vai publicar um decreto, na próxima segunda-feira (13/07), que libera as academias poliesportivas de Goiás para abrir a partir desta terça-feira, desde que respeitados protocolos de higiene que valem desde o início da pandemia do coronavírus. A informação é exclusiva do portal Mais Goiás.

Segundo apurou a reportagem, decreto também vai permitir a realização de eventos esportivos (como o campeonato goiano de futebol), desde que com os portões fechados para o público. Bares e restaurantes estão liberados para funcionar, mas, além de seguir normas de proteção sanitária, só poderão atender 50% de sua lotação máxima.

A tendência é a de que persista o veto a reuniões particulares em áreas comuns de condomínios, como churrasqueiras e piscinas, por serem espaços propícios a aglomeração e disseminação da Covid-19. Também devem continuar suspensas as aulas presenciais em escolas e faculdades, sejam elas públicas ou privadas.

Não deve ser liberada a visita a pacientes com coronavírus, bem como a abertura de cinemas e boates.

Bares e restaurantes

Em bares e restaurantes, a fiscalização exigirá que a distância entre mesas seja de, no mínimo, dois metros. O governo já pediu que estes estabelecimentos deem preferência para o atendimento a la carte, a talheres descartáveis (ou embrulhados), temperos e condimentos em sachês e, se possível, cardápios por QR Code.

O Mais Goiás informou, na sexta, que representantes da Associação de Bares e Restaurantes em Goiás (Abrasel) estavam reunidos com o prefeito Iris Rezende (MDB) para definir protocolos a serem adotados para que o segmento tenha autorização para receber clientes – o que não acontece desde meados de março. A prefeitura ainda não informou qual foi o resultado desta audiência.



Via: Mais Goiás


fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG