Últimas Notícias


sexta-feira, 3 de julho de 2020

Revezamento do comércio em Quirinópolis começa na segunda (6)

Decreto municipal, aderindo ao isolamento alternado, de 14 em 14 dias, foi publicado nesta sexta (3)

Foto: Reprodução/Prefeitura de Quirinópolis



03/07/2020, 14h35



A Prefeitura de Quirinópolis, no Sudoeste de Goiás, publicou um novo decreto, no início da tarde desta sexta-feira (3/7), aderindo ao revezamento do comércio, de 14 em 14 dias, proposto pelo decreto estadual. No município, as regras entram em vigor na próxima segunda-feira (6/7).
De acordo com o documento, o descumprimento das regras estabelecidas no decreto e nos protocolos específicos da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) poderá, “mediante fiscalização da Vigilância Sanitária municipal, ensejar multa e interdição dos estabelecimentos.”

Revezamento do comércio em Quirinópolis

Nos 14 dias em que o comércio deve ficar fechado só funcionarão as atividades consideradas essenciais, como supermercados, panificadoras, farmácias, clínicas de vacinação, veterinária, pet shops, distribuidoras de gás, obras de construção civil, lojas de materiais para construção além de estabelecimentos de saúde e postos de combustíveis.
O consumo é proibido nos locais que vendem alimentos e as lojas de conveniência não podem funcionar.

Já nos 14 dias em que o comércio pode ser reaberto, o horário de funcionamento será das 6h às 19, de segunda a sexta-feira; das 6h às 12h aos sábados e aos domingos todo o comércio será fechado. As comércios do ramo alimentício, como restaurante, pizzarias e outros, só poderão funcionar na modalidade delivery, inclusive após às 19h. Farmácias em plantão poderão funcionar até 22h.
Qualquer atividade ou evento que promova aglomeração de pessoas continuam proibidos em Quirinópolis.
Leia aqui o decreto municipal na íntegra.

Quirinópolis tem parte da equipe de Saúde com covid-19

De acordo com o boletim desta sexta-feira (3/7), Quirinópolis tem, até o momento, 313 casos confirmados da covid-19 e outros 228 casos suspeitos aguardam os resultados. O município tem 103 pessoas em tratamento contra a doença e 210 pessoas já estão curadas. Quatro mortes foram confirmadas.
Entre os casos positivos estão a secretária de Saúde, Suely Pereira, o subsecretário de Saúde, Alexandre Tavares, o secretário de governo, Lucas Biela, e a coordenadora da Vigilância Sanitária, Viviane Tavares.


Via: Dia Online


fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG