Últimas Notícias


terça-feira, 11 de agosto de 2020

Cadastro do Turismo cresce 85% durante a pandemia

Cadastur registra aumento tanto no número de novos cadastros quanto no de renovações em comparação com o ano passado 



Levantamento do Cadastur em parceria com o Observatório do Turismo de Goiás aponta crescimento no número de cadastros novos e de renovações desde o início da pandemia do novo coronavírus. De março a julho de 2020 foram registrados 769 novos cadastros e 611 renovações. No mesmo período de 2019 foram feitos 415 novos registros e 257 renovações. De março a julho deste ano, mesmo durante a emergência sanitária e com os empreendimentos turísticos fechados, o número de novos cadastros em Goiás aumentou 85% em relação ao mesmo período do ano passado. As renovações cresceram 53,9% na comparação de 2019 com 2020. O total geral de cadastros registrados neste ano já passa de quatro mil.

Somando os que fizeram o cadastro pela primeira vez e as renovações, no ano passado foram 672 e agora, 1.380 registros. Mais que o dobro de 2019. Muitos prestadores estavam interessados nas linhas de crédito especiais oferecidas pelo governo para o Turismo, que exigem o Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos. A alta se deve também aos mutirões de renovação realizados pela equipe do Cadastur em Goiás, que mesmo estando em teletrabalho se desdobrou para atender a todos com a eficiência de sempre. E com a flexibilização da economia e consequente reabertura dos atrativos e empreendimentos turísticos, os profissionais e empresas foram em busca do Selo Turismo Responsável, do Ministério do Turismo, que também requer inscrição no Cadastur.

O Cadastur 

Cadastur é o sistema de cadastro de pessoas físicas e jurídicas que atuam no setor de Turismo. O Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos garante que o pessoal do Turismo trabalhe na legalidade, o que dá segurança ao viajante. O Cadastur assegura que as empresas e profissionais registrados estão aptos ao exercício de suas atividades.

A inscrição é obrigatória para: meios de hospedagem, agências de Turismo, transportadoras e acampamentos turísticos, organizadoras de eventos, parques temáticos e guias de turismo. No caso das empresas de Turismo, isso significa que elas estão legalmente instituídas. Já no caso dos guias de Turismo, fundamentais para uma viagem mais proveitosa, comprova que esses profissionais passaram por uma formação para poder acompanhar e orientar os turistas.

O programa é executado pelo Ministério do Turismo, em parceria com os órgãos oficias de Turismo nos 26 estados e no Distrito Federal. O cadastro é totalmente on-line e gratuito - tanto a inscrição quanto a renovação – e tem validade de dois anos a cinco anos, dependendo da atividade. O registro abre vantagens e oportunidades aos cadastrados e é uma importante fonte de consulta para o turista.

Os cadastrados têm acesso a financiamento por meio de bancos oficiais, recebem apoio em eventos, feiras e ações do Ministério do Turismo, incentivo à participação em programas e projetos do governo federal, em qualificações promovidas pelo MTur e ainda ganham visibilidade nos sites do Cadastur e do Programa Viaje Legal. Quem não tem o Cadastur não pode exercer a atividade turística. As penalidades para aqueles que estão atuando fora da regularidade vão de advertência por escrito e multa a interdição do local ou atividade.

Fabrício Amaral, presidente da Goiás Turismo, destaca a importância do Cadastur. Para Fabrício, saber o número de empresas formais no Estado é fundamental, porque isso impacta nas linhas de crédito, impacta nas consultorias do Sebrae, impacta no diagnóstico da realidade de meios de hospedagem, bares e restaurantes de Goiás. O presidente da autarquia finaliza: “essas informações são essenciais para fazer política pública”.

Comunicação Goiás Turismo - Governo de Goiás


Via: Governo de Goiás


fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG