Últimas Notícias


terça-feira, 4 de agosto de 2020

Dia dos Pais: preços dos presentes podem variar até 180%

Além da pesquisa,  o Procon orienta consumidor para alguns direitos e deveres na hora da compra



Com a proximidade do Dia dos Pais, comemorado no próximo domingo (9/8), o Procon Goiás divulga pesquisa de preços com 52 itens sugestivos para presentes como perfumes, flores, cestas de café da manhã, barbeadores, máquinas de cortar cabelo, furadeira, aspirador de pó, churrasqueira, etc. Foram visitados 25 estabelecimentos em Goiânia.

Entre os eletrodomésticos e eletrônicos, a maior variação foi de 180,18%, verificada no barbeador elétrico – One Blade – Philips (QP 2510), cujo menor preço encontrado foi de R$ 99,90. O maior valor é de R$ 279,90. Em relação a esse tipo de produto, houve aumento médio anual apurado pelo órgão de 0,97%.

Já em relação aos perfumes importados, constatou-se aumento anual de 3,11%. A maior oscilação foi constatada no preço do perfume CK Be – EDT – Calvin Klein, de 100 ml. Os preços alternam entre R$ 219,90 e R$ 362,00, variação de 64,62%.

Entre as flores, a maior variação de preço foi encontrada no vaso de Gérbera decorado, com preços oscilando entre R$ 15,00 e 40,00 – diferença de 166,67%. Já o aumento médio anual desses produtos foi de 5,57%.

Além dos preços, o consumidor precisa se atentar para alguns direitos e deveres na hora da compra:


Troca de produtos:


Quando se tratar de peças do vestuário como roupas, calçados, etc, e o presenteado não gostar ou não servir, saiba que o lojista não é obrigado a efetuar a troca. Neste caso, antes de finalizar a compra, avalie a possibilidade de troca e o prazo para que a mesma seja efetivada. Agindo assim, o acordo de troca deve ser cumprido.

Produtos que não funcionam:


Além de causar frustração para quem recebe, causa também constrangimento para quem presenteou. Neste caso, quando se tratar de produtos eletroeletrônicos ou eletrodomésticos, sempre que possível, peça para ver o funcionamento e faça o teste do produto ainda dentro da loja. De acordo com as regras, durante o prazo de vigência da garantia, mesmo que o produto tenha acabado de sair da loja, deverá ser encaminhado à assistência técnica que, por sua vez, terá um prazo de até 30 dias para sanar o problema.

Prazo de sete dias para arrependimento:


Esta regra vale apenas para as compras que foram realizadas fora do estabelecimento comercial, seja por telefone, catálogo  postal, internet, etc. Neste caso, o consumidor terá um prazo de até sete dias para se arrepender da compra.

Cheque ou Cartão de Crédito (aceitação):


A única forma de pagamento obrigatória é em espécie (dinheiro). No entanto, ao oferecer essa possibilidade de pagamento ao consumidor, o comerciante não poderá fazer restrições como exigir tempo mínimo para abertura de conta corrente para aceitar o cheque ou exigir valor mínimo para aceitar o cartão de crédito.


Comunicação Procon


Via: Governo de Goiás


fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG