Últimas Notícias


sábado, 27 de março de 2021

Apoiado pelo Pró-Atleta, Hélcio Luiz Perilo conquista prata no Pan-Americano

Hélcio Luiz Perilo ficou com a medalha de prata na disputa da categoria W1. (Foto: Mariano Ríos Ávila/World Archery America)


Goiás fez bonito no Campeonato Pan-Americano de Tiro com Arco Paralímpico, que foi realizado na cidade de Monterrey, no México. Hélcio Luiz Perilo ficou com a medalha de prata na disputa da categoria W1, adicionando mais uma conquista em sua carreira. Em 2018 ele também ficou com o segundo lugar no pódio do Pan-Americano, disputado na Colômbia.


Para atingir este objetivo, Hélcio contou com o apoio do Pró-Atleta, programa do Governo de Goiás, através da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer, que incentiva os esportistas de alto rendimento. A bolsa do programa é fundamental para custear despesas com treinamentos e competições. “O tiro com arco é uma modalidade com equipamentos caros. Então pra se manter em um nível alto de competição e treinamento, esse apoio é fundamental”, afirma o atleta goiano.

{{ADS001}}

O goiano começou muito bem o Pan-Americano no México, conseguindo terminar a primeira fase em primeiro lugar, acumulando 612 pontos conquistados. Na final, ele enfrentou o também brasileiro Esdras Rocha, sendo derrotado por apenas dois pontos (126 a 124).


Hélcio iniciou sua trajetória com o tiro esportivo. Na modalidade se sagrou tricampeão brasileiro e foi bronze no Campeonato Mundial da Austrália, em 2015. No ano seguinte partiu para um novo desafio, migrando para o tiro com arco paralímpico, onde não demorou a conseguir resultados positivos.


“Eu consegui aproveitar os fundamentos do tiro esportivo, que eu praticava antes, me adaptando muito bem ao tiro com arco”, destacou o atleta, que recentemente bateu o recorde nacional de sua categoria, a W1, com 563 pontos.


Em pouco mais de quatro anos no tiro com arco, Hélcio também já se sagrou campeão estadual e brasileiro, além de ter conquistado duas medalhas de bronze nos Torneios de Ranking Mundial de 2018 e 2019, nos Emirados Árabes e Estados Unidos, respectivamente. A medalha de prata no Pan-Americano conquistada no México é a mais nova da galeria.


 Editado por Petras Souza via Secretaria de Estado de Esporte e Lazer


Fonte: Agência Cora de Notícias



fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG