Últimas Notícias


quinta-feira, 11 de março de 2021

Presa suspeita de queimar o corpo do filho após dar à luz, em Aparecida

A mulher afirma que o bebê nasceu sem vida e, por isso, o colocou em uma caixa no quintal de casa e ateou fogo em volta


Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Aparecida de Goiânia (Foto: Reprodução/Google Street View)


A Polícia Civil prendeu nesta quarta-feira (10), uma mulher de 32 anos suspeita de queimar o corpo do próprio filho após dar à luz, no Setor Vila Oliveira, em Aparecida de Goiânia. Ela afirma que o bebê nasceu sem vida e, por isso, o colocou em uma caixa no quintal de casa e ateou fogo em volta.


Segundo a delegada Bruna Coelho Soares, responsável pelo caso, a polícia investiga se o recém-nascido estava vivo quando o crime aconteceu. Foi a própria família da mulher que acionou os policiais após perceber que ela não estava mais grávida e que não havia nenhum bebê.


Um dos familiares teria dito a polícia que a mulher negava a gravidez. “Quando foi agora, uma parente encontrou a mulher, sem barriga e sem bebê. Fomos até lá e percebemos que o cadáver estava bem carbonizado”, explicou a delegada.


A Polícia afirma que como o bebê nasceu há dias e não houve flagrante, a mãe foi acusada de ocultação de cadáver, com pena de até três anos de detenção. Após ser presa, a mulher pagou fiança e responde pelo crime em liberdade.


“Ela ainda vai ser investigada por homicídio ou infanticídio também. Ela não justificou nada por ter feito isso, apenas diz que o bebê nasceu morto, mas isso vai ser investigado por um exame que foi feito”, explicou Bruna.


Sobre o pai, a suspeita disse à delegada que tem dois filhos frutos de um relacionamento com ele, mas que os dois estão brigados há cerca de 7 meses.



Fonte: Mais Goiás



fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG