Últimas Notícias


segunda-feira, 29 de março de 2021

Projeto da Etec de Jundiaí vence na categoria Engenharia da Febrace 2021

Além do 1º lugar em Engenharia, a Etec Benedito Storani conquistou outros dois prêmios



Já pensou como uma estação portátil de análise dos parâmetros químicos pode agilizar e melhorar o monitoramento da qualidade da água? Esse foi o desafio da estudante Rafaela Curcio ao desenvolver o trabalho Análise de Água Automatizada: Desenvolvimento de um Drone à Base de Microcontroladores, vencedor da categoria Engenharia da 19º Feira Brasileira de Ciência e Engenharia (Febrace). O projeto envolveu conhecimentos nas áreas de mecatrônica e química e foi apresentado como Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) na Escola Técnica Estadual (Etec) Benedito Storani, de Jundiaí.


Além do primeiro lugar em Engenharia, a estudante está entre os nove finalistas selecionados para participar da Feira Internacional de Ciências Regeneron ISEF, que ocorrerá entre os dias 16 e 21 de maio, em formato online.

{{ADS001}}

A ideia da estação portátil ganhou ainda o prêmio Destaque Associação dos Engenheiros Politécnicos. Para o coorientador, Ricardo Murilo de Paula, o resultado deve ser comemorado porque representa a quebra de vários paradigmas: “A ganhadora é uma mulher que estudou em escola pública e venceu na categoria Engenharia, com um projeto baseado em automação e mecatrônica”, afirma.


O diretor da Etec Bento Quirino, de Campinas, Luis Gonzalez, ressaltou o orgulho de representar a educação pública entre os premiados na Febrace. “Essa conquista é resultado da motivação dos professores e do engajamento dos estudantes na elaboração de projetos inovadores, com grande dedicação à pesquisa, uso de novas tecnologias e sempre com um olhar voltado para a responsabilidade social”. A Etec Bento Quirino ficou em 3º lugar na categoria Ciências Biológicas com o projeto PróKid – Prótese Funcional para Crianças. A unidade disputou a final com 5 projetos no total.


A Etec de Monte Mor foi classificada em segundo lugar na categoria Ciências Humanas com o projeto África Novos Olhares para mídias sociais, que já foi apresentado em diversos eventos científicos no Brasil e se credenciou para eventos em outros países também como Argentina e Inglaterra. No Brasil, as estudantes Thamara da Silva e Rayane Aguiar participaram das Feiras de Iniciação Científica de Minas Gerais (Femic) e Rio Grande do Sul (Febic), da Feira Cientista Jovem 2021 de Recife (PE) e da Feira Nacional de Ciência e Tecnologia do Colégio Dante Alighieri (FenaDante)


Febrace Virtual


A cerimônia online de premiação aconteceu no último sábado (27). O Centro Paula Souza (CPS) participou da final com 18 projetos de 13 Etecs. Os jurados avaliaram os trabalhos seguindo os critérios de criatividade e rigor científico da premiação. Os trabalhos das Etecs concorreram com outros 345 finalistas de escolas do Ensino Fundamental, Médio e Técnico. Desde a primeira etapa de avaliação, a competição avaliou 1.250 projetos.


A 19ª Febrace aconteceu pela segunda vez de forma virtual para atender as normas de segurança e de isolamento para o controle da pandemia. Promovida pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP) desde 2002, a edição de 2021 contou com mais de 4 mil estudantes, que estiveram sob a orientação de 482 professores, de 296 escolas de todo país, sendo que cerca de 70% destas unidades representavam a rede pública.


A plataforma Febrace Virtual manteve uma programação intensa com lives e palestras promovidas no período de 15 a 27 de março. No mesmo canal, os participantes tiveram acesso à mostra dos trabalhos finalistas que permanecerão disponíveis para consulta. As equipes premiadas recebem troféus, medalhas, bolsas de estudo e estágio.


Confira os projetos de Etecs premiados na Febrace 2021 no link.


Fonte: Governo do Estado de São Paulo


fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG fixImgOG